Logo SOGESP

#ExaMina - Importância das vacinas na gravidez

Fabiano Elisei Serra – 14/09/2021

A pandemia de Covid-19 assolou o mundo, com inúmeras perdas e comprometimento de setores diversos. Nesse contexto, pensando em um retorno das atividades, a vacinação passou a ser a esperança para a maioria da população.

Para as gestantes, grupo de risco para o vírus, a vacina diminuiu substancialmente a progressão dos números catastróficos de óbitos presenciados no Brasil. Isso só reforça o quanto a vacinação, e a consequente prevenção de doenças, tem um papel de protagonista na saúde pública.

As vacinas durante a gravidez são essenciais para prevenir complicações maternas, fetais e, inclusive, dos recém-nascidos. Nos casos de influenza e pertussis, por exemplo, os bebês ainda não produzem esses anticorpos, mas ficam protegidos através dos anticorpos passados pela placenta e pelo leite materno das mulheres vacinadas. Essa proteção pode durar mais de seis meses de vida do bebê.

De acordo com o Programa Nacional de Imunizações (PNI), é recomendado que as gestantes recebam as vacinas contra influenza; hepatite B; difteria, tétano e coqueluche (dT e dTpa) e, mais recentemente, contra o Coronavírus.

A vacina contra a influenza deve ser tomada em dose única anual, em qualquer idade gestacional, visto que as grávidas são grupo de risco para complicações decorrentes desse vírus e por proporcionarem proteção ao recém-nascido.

A hepatite B é uma infecção cuja transmissão para os bebês ocorre através de mães infectadas (vertical) ou através do convívio domiciliar com pessoas infectadas (horizontal). A vacinação durante a gestação promove proteção contra o vírus da hepatite B, protegendo o recém-nascido até que sua imunização após nascimento esteja completa. O esquema vacinal para hepatite B é composto por três doses (0-1-6 meses) e pode ser iniciado em qualquer idade gestacional, sendo, muitas vezes, finalizado após o término da gestação. Nos casos de vacinação prévia, quando o esquema estiver completo (3 doses), não há necessidade de reforço vacinal. Se menos doses foram aplicadas, deve-se fazer as faltantes até que se complete as 3 doses.

A vacinação contra coqueluche durante a gestação, administrada de forma combinada com a vacina dTpa (difteria, tétano e coqueluche), tem como objetivo a prevenção de coqueluche em bebês menores de seis meses de vida, já que a evolução para quadros graves da doença e óbito é mais frequente nessa faixa etária. A vacina dTpa protege também contra o tétano neonatal e contra a difteria em gestantes com história de vacinação completa (3 doses) com a dupla bacteriana (difteria e toxoide tetânico – dT) ou que tenham recebido duas doses de dT. A dTpa deve ser realizada em toda e qualquer gestação, a partir da 20ª semana, independentemente do tempo passado desde a última gravidez.

A imunização contra o coronavírus foi a mais recente das recomendações do PNI e as grávidas podem – e devem – se vacinar, em qualquer idade gestacional, com a CoronaVac ou com a vacina da Pfizer. Ambas são realizadas em 2 aplicações, com intervalo entre as doses de 3 e 12 semanas, respectivamente, desde que seja respeitado um intervalo de 14 dias entre a vacina contra o coronavírus e qualquer outra vacina (contra influenza, hepatite B ou dTpa, por exemplo).  As vacinas de vetor viral (a da AstraZeneca e da Johnson) não deverão ser utilizadas em gestantes. Para quem tomou a primeira dose de AstraZeneca, a recomendação é que a segunda dose seja da Pfizer.

Vale ressaltar que existem algumas vacinas recomendadas em situações especiais, como em casos de gravidez com fatores de risco ou em situações epidemiológicas propensas como, por exemplo, as vacinas contra a raiva e a Febre Amarela e outras que são contraindicadas na gestação, mas que podem ser realizadas após o nascimento do bebê.

Quando o tema é imunização, o ideal é que a verificação e a atualização das vacinas sejam realizadas antes mesmo do desejo de gravidez, nas consultas de rotina, permitindo que as mulheres iniciem a gestação ainda mais preparadas e protegidas.

Próximos eventos
Local : Instagram SOGESP

Local : Santa Casa Misericórdia de Avaré Rua Paraíba, 1003 - Centro, Avaré - SP

Local : Novotel Sorocaba - Av. Professora Izoraida Marques Peres, 770 - Parque Campolim, Sorocaba - SP

Local : Laboratório SABIN - Rua Francisco Paes, 165 - Centro - São José dos Campos/SP