Telefone:  (11)  3884-7100        [email protected]
Logo SOGESP

Condutas sexológicas e disfunções sexuais em debate no Congresso SOGESP

Congresso Online

São Paulo, 21 de setembro de 2020

Condutas sexológicas e disfunções sexuais em debate no Congresso SOGESP

Em 29 de setembro, a Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (SOGESP) realizará debate sobre as condutas sexológicas no tratamento das disfunções sexuais durante o Congresso On-line 2020.

A partir da discussão de casos clínicos, os professores oferecerão aos especialistas e médicos residentes informações de excelência e recentes com meta à promoção de uma melhor qualidade de vida às pacientes. As disfunções são queixas comuns em consultórios, especialmente no que tange à dificuldade da plena manifestação da sexualidade.

“É questão de extrema importância devido à prevalência das disfunções sexuais entre pacientes e, por consequência, na prática clínica do ginecologista. É essencial estarmos muito bem preparados para possibilitar à mulher uma expressão saudável da sexualidade”, pondera o palestrante Gustavo Maximiliano, médico ginecologista e obstetra, doutor pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.
Transtorno do orgasmo e as disfunções sexuais causadas pelo uso de medicamentos, cânceres de mama e colo de útero serão alguns tópicos em discussão.

“São assuntos impactantes na qualidade de vida das pessoas”, argumenta Ulisses Del Nero, debatedor, médico ginecologista e professor assistente do Departamento de Reprodução Humana e Infância da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP).

"Cada vez mais a mulher exige uma perspectiva de vida completa, buscando bem-estar e expressão saudável da sexualidade. Hoje, aos 50-52 anos, quando atingem a menopausa, elas ainda podem viver mais 30, 40 e até 50 anos com qualidade. O médico ginecologista precisa estar preparado para cuidar dos períodos reprodutivo e não reprodutivo da mulher", afirma Carmita Abdo, debatedora neste evento e Professora da Faculdade de Medicinada USP e coordenadora do Programa de Estudos em Sexualidade (ProSex).
Segundo o doutor Théo Lerner, ginecologista e sexólogo e assistente do ambulatório do Hospital das Clínicas, as expectativas são de um debate produtivo e que agregue informações e boas condutas à assistência.

A coordenadora do evento e coordenadora do ambulatório de sexualidade da Divisão de Clínica Ginecológica do Hospital das Clínicas, Elsa Gay, concorda e acrescenta que será uma excelente oportunidade de discutir como as mudanças físicas e psicológicas nas mulheres podem levar a queixas de sexualidade na consulta ginecológica.

O DBI será dia 29 de setembro às 20h00. Para mais informações, acesse https://www.sogesp.com.br/cursos-e-eventos/sogesp-online/congresso-sogesp-online/.