Telefone:  (11)  3884-7100        [email protected]
Logo SOGESP

#ExaMina – Cistite: uma doença que muitas mulheres conhecem (ou vão conhecer)

#ExaMina

17.jun.2020 - Patricia de Rossi

#ExaMina – Cistite: uma doença que muitas mulheres conhecem (ou vão conhecer)

Ardência ou dor ao urinar, vontade urgente e frequente de esvaziar a bexiga, dor ou
desconforto na parte inferior da barriga e até sangue na urina, que também pode estar com
odor desagradável, são alguns dos sinais e sintomas de cistite, um problema muito comum
entre as mulheres. Por terem a uretra curta e próxima do ânus, o que facilita a contaminação
por bactérias do intestino, mais da metade das mulheres terão pelo menos um episódio
dessa infecção durante a vida. Apesar de o termo “cistite” significar inflamação da bexiga, a
grande maioria dos casos é causada por bactérias.

Geralmente, a dor é sentida na região do canal da urina (uretra) e costuma ser pior no final da
micção. Se a dor for sentida do lado de fora (na vulva ou vagina), pode ter outra causa que
não a cistite – por exemplo, infecções genitais como candidíase ou herpes que causam feridas
e ardem com o contato da urina.

A cistite não causa febre. Se houver aumento da temperatura, mal estar, queda do estado
geral, fraqueza, dor nas costas, náuseas e vômitos, pode ser uma infecção renal (pielonefrite),
condição mais grave e que necessita de atenção médica urgente.

Tomar bastante água pode ajudar a melhorar mas não é suficiente para expulsar as bactérias,
porque elas conseguem “grudar” no interior da bexiga. Como é uma infecção causada por
bactérias, a cistite deve ser tratada com antibióticos. Os analgésicos, que podem ser tomados
para aliviar a dor, se usados sozinhos por muitos dias, podem “mascarar” (esconder) uma
infecção que ainda não curou.

Os antibióticos para cistite devem ser prescritos pelo médico e devem ser tomados pelo
tempo indicado, mesmo que os sintomas melhorem: o uso incorreto de antibióticos é uma
das principais causas de aumento da resistência das bactérias a esses medicamentos.
De uma forma geral, os sintomas devem sumir ou melhorar bastante até 48 horas depois do
início do tratamento. Caso não haja melhora ou apareçam novos sintomas, é necessário
reavaliação médica e, às vezes, mudança do antibiótico.

Não faça diagnóstico ou tratamento sozinha. Cistite não é uma doença grave, mas se não for
adequadamente tratada pode levar a outras repercussões mais sérias.